A API Topics

Enable interest-based advertising, without having to resort to tracking the sites a user visits.

Published on Updated on

Translated to: English, Español, 한국어, 中文, Pусский, 日本語

Status da implementação

Este documento descreve uma nova proposta de publicidade com base em interesses: a API Topics.

Por que precisamos dessa API?

A API Topics é uma proposta do Sandbox de privacidade que tem como objetivo fornecer um mecanismo de publicidade com base em interesses sem precisar monitorar os sites visitados por um usuário.

A publicidade com base em interesses (IBA) é uma forma de publicidade personalizada em que um anúncio é selecionado para um usuário de acordo com os interesses dele, inferidos dos sites que ele visitou recentemente. Ela é diferente da publicidade contextual, que tem como objetivo corresponder anúncios com o conteúdo na página que o usuário está acessando.
A IBA pode ajudar os anunciantes a alcançar clientes em potencial e financiar sites que não geram receita facilmente com visitas apenas usando publicidade contextual. A IBA também pode complementar as informações contextuais da página atual a fim de ajudar a encontrar um anúncio adequado para o visitante.

A API Topics propõe uma forma de oferecer temas que possam ser do interesse dos usuários, com base na atividade de navegação recente deles. Esses temas podem complementar informações contextuais para ajudar a selecionar anúncios adequados.
A API Topics tem três tarefas principais:

  • Mapear nomes do host de sites de acordo com temas de interesse. Por exemplo, um site de ioga pode ser classificado como relacionado a "Condicionamento físico".
  • Calcular os principais temas acessados por um usuário com base na atividade de navegação recente dele.
  • Fornecer uma API JavaScript para oferecer temas relacionados interesse atual do usuário e permitir a seleção de anúncios adequados.

A API Topics pode facilitar controles robustos do usuário, já que foi criada com base em temas reconhecíveis e de alto nível. O Chrome planeja oferecer aos usuários a opção de remover temas individuais e mostrar ao usuário os temas armazenados no navegador.

Como os temas vão ser selecionados?

Os temas vão ser selecionados de acordo com uma taxonomia (link em inglês): uma lista de itens como "Música country", "Maquiagem e cosméticos" ou "Culinária vegetariana". Inicialmente, esses temas seriam selecionados pelo Chrome para testes, mas o objetivo é tornar a taxonomia dos temas um recurso mantido por colaboradores confiáveis do ecossistema. A taxonomia precisa fornecer um conjunto de poucos temas para que muitos navegadores possam ser associados a cada tema. Atualmente, a proposta é que o número seja em torno de 350, embora se espere que o número final de temas esteja entre a casa das centenas e dos milhares. Para evitar categorias sensíveis, esses temas precisam ser públicos, selecionados por pessoas e atualizados. A taxonomia inicial proposta para ser testada pelo Chrome foi selecionada por pessoas para excluir categorias consideradas sensíveis, como etnia ou orientação sexual.

A API Topics propõe o uso doaprendizado de máquina (link em inglês) para inferir temas usando nomes do host. No início, o modelo do classificador precisaria ser treinado pelo fornecedor do navegador ou por um terceiro confiável usando nomes do host e temas selecionados por pessoas. O modelo seria distribuído com o navegador, para que seja desenvolvido abertamente e disponibilizado sem custos financeiros. No dispositivo do usuário, o navegador poderia usar o modelo para calcular os temas mais relevantes de um usuário com base nos nomes do host dos sites visitados recentemente.
O diagrama abaixo descreve um exemplo simplificado que mostra como a API Topics pode ajudar uma plataforma de adtech a selecionar um anúncio adequado. Neste exemplo, presumimos que o navegador do usuário já tenha um modelo de mapeamento dos nomes do host dos sites para os temas.

Diagram showing the stages in the Topics API lifecycle, from a user visiting websites to an ad   being displayed.

Ciclo de vida da API Topics: ver uma versão maior

Como a API Topics funciona?

A proposta da API Topics está na fase de discussão inicial para coletar feedback e agir de acordo com o ecossistema.
O design da API não é definitivo, e os detalhes abaixo podem mudar à medida que as discussões progredirem.

Um mecanismo que facilita a publicidade com base em interesses, como a API Topics, precisa garantir que os temas sejam relevantes.

Com a proposta da API Topics, o navegador infere temas para o usuário com base na atividade de navegação durante um período conhecido como época, a proposta atual é que seja de uma semana. O tema para cada época seria selecionado aleatoriamente entre os cinco principais temas do usuário no período. Para aumentar ainda mais a privacidade e garantir que todos os temas sejam representados, há uma chance de 5% dele ser selecionado aleatoriamente entre todos os temas possíveis na taxonomia.
A API Topics JavaScript tem um método: document.browsingTopics() que retorna uma matriz de até três temas, um para cada uma das três épocas mais recentes, em ordem aleatória.
A explicações da API Topics propõe que cada objeto de tema na matriz retornada por document.browsingTopics() tenha três propriedades:

  • id: o ID do tema na taxonomia
  • taxonomyVersion: o conjunto de temas atualmente usado pelo navegador
  • classifierVersion: o classificador de aprendizado de máquina usado para inferir temas dos nomes do host de sites

No momento, o design da API Topics está em discussão como uma explicação (link em inglês), que é apenas o primeiro passo no processo de padronização. A API não está finalizada.
Os parâmetros descritos neste artigo e os detalhes da API, como tamanho da taxonomia, número de temas calculados por semana e número de temas retornados por chamada, estão sujeitos a mudanças à medida que o feedback do ecossistema é incorporado e a iteração da API é feita.

Os autores das chamadas da API só recebem temas observados

Um objetivo do design da API Topics é ativar a publicidade com base em interesses sem compartilhar informações com mais entidades do que o atualmente possível usando cookies de terceiros. A API Topics propõe que os temas só possam ser retornados a autores de chamadas que já tenham sido observados dentro de um período limitado.

Key Term

Na API Topics,um autor da chamada é a entidade que chama o método JavaScript document.browsingTopics() e usa os temas retornados pelo método para selecionar anúncios relevantes.

Normalmente, uma chamada para document.browsingTopics() é feita em códigos incluídos em um site de terceiros, como uma plataforma de adtech. O navegador determina o autor da chamada com base no site do documento atual. Por isso, se você é um terceiro em uma página, chame a API de um iframe que pertença ao seu site.

Para que o método document.browsingTopics() retorne um ou mais temas, ele precisa ser chamado no código da mesma origem do código que estava em um site onde os temas foram observados.

É possível dizer que um autor da chamada da API observou um tema para um usuário se ele chamou o método document.browsingTopics() no código incluído em um site que a API Topics mapeou para o tema. Por exemplo:

  1. A API Topics mapeia o nome do host do site tricotando.example para temas como "Tecidos e Artes Têxteis".
  2. O código de adtech.example está incluído nas páginas de tricotando.example.
  3. Um usuário acessa o site tricotando.example.
  4. O código de adtech.example chama o método document.browsingTopics().
  5. Um dos temas que o navegador inferiu para tricotando.example é "Tecidos e Artes Têxteis".
  6. O adtech.example observou o tema "Tecidos e Artes Têxteis" para esse usuário.

O método document.browsingTopics() da API fornece apenas temas que já foram observados pelo autor da chamada nas três épocas mais recentes. Isso impede que as informações sobre o usuário sejam compartilhadas com mais entidades do que as tecnologias que a API substitui, incluindo cookies de terceiros.
O número de temas retornados pelo método document.browsingTopics() depende do número de temas que o autor da chamada da API observou anteriormente e o número de temas disponíveis para o usuário, como o número de semanas com dados acumulados. O método pode retornar de zero a três temas.

Como a API Topics JavaScript vai ser?

O código abaixo mostra um exemplo básico do possível uso da API. Para simplificar, não há processamento de erros.

Warning

Este snippet de código é fornecido apenas para mostrar a aparência da API Topics JavaScript. O design da API está sujeito a mudanças, e o código não funciona em nenhum navegador no momento.

// Get the array of top topics for this user.
const topics = await document.browsingTopics();

// Request an ad creative.
const response = await fetch('https://ads.example/get-creative', {
method: 'POST',
headers: {
'Content-Type': 'application/json',
},
body: JSON.stringify(topics)
})

// Get the JSON from the response.
const creative = await response.json();

// Display ad.

Como a API Topics decide que autores de chamadas podem ver quais temas?

Os autores das chamadas de API só recebem temas observados recentemente, e os temas de um usuário são atualizados uma vez a cada época. Isso significa que a API fornece uma janela contínua em que um autor da chamada pode receber certos temas.
A tabela abaixo descreve um exemplo, embora pouco realista, de um histórico de navegação hipotético de um usuário durante uma única época, mostrando os temas associados aos sites visitados e os autores de chamada da API em cada site, ou seja, as entidades que chamam o método document.browsingTopics() no código JavaScript incluído no site..

SiteTemasAutores da chamada da API no site
ioga.exampleCondicionamento físicoadtech1.example adtech2.example
tricotando.exampleArtesanatoadtech1.example
viagem-caminhada.exampleCondicionamento físico e
Viagens e transporte
adtech2.example
façavocêmesmo-roupas.exampleArtesanato, moda e estilo[nenhum]

No final da época, atualmente proposta para ser de uma semana, a API Topics gera os principais temas do navegador para a semana.

  • adtech1.example agora é qualificado para receber os temas "Condicionamento físico" e "Artesanato" porque os observou em ioga.example e também em tricotando.example.
  • adtech1.example não está qualificado para receber o tema "Viagens e transporte" deste usuário porque não está presente nos sites visitados recentemente associados a esse tema.
  • adtech2.example observou os temas "Condicionamento físico" e "Viagens e transporte", mas não "Artesanato".

O usuário visitou o site façavocêmesmo-roupas.example, que pertence ao tema "moda", mas não houve chamadas à API Topics naquele site. Neste ponto, isso significa que o tema "moda" não seria retornado pela API para nenhum autor da chamada.
Na segunda semana, o usuário visita outro site:

SiteTemasAutores da chamada da API no site
costurando.exampleArtesanatoadtech2.example

Além disso, o código de adtech2.example é adicionado ao site façavocêmesmo-roupas.example:

SiteTemasAutores da chamada da API no site
façavocêmesmo-roupas.exampleArtesanato, moda e estiloadtech2.example

Assim como "Condicionamento físico" e "Viagens e transporte" na primeira semana, isso significa que adtech2.example agora pode receber os temas "Artesanato" e "Moda e estilo", mas não até a época seguinte, na terceira semana. Isso garante que terceiros não possam saber mais sobre o passado de um usuário do que conseguiriam usando cookies, como nesse caso, saber sobre um interesse em moda.
Depois de mais duas semanas, "Condicionamento físico" e "Viagens e transporte" podem sair da lista de temas qualificados de adtech2.example, se o usuário não acessar sites com esses temas que incluem código de adtech2.example.

Como a API infere temas para um site?

A explicação da API Topics propõe que os temas sejam derivados de um modelo de classificador (link em inglês) que mapeia os nomes do host de sites para zero ou mais temas.
A análise de outras informações, como URLs completos ou conteúdos da página, pode permitir anúncios mais relevantes, mas também reduzir a privacidade.
O modelo de classificador do mapeamento de nomes do host para temas seria disponibilizado publicamente, e a explicação propõe que é possível ver os temas de um site usando ferramentas para desenvolvedores do navegador. O modelo de mapeamento seria atualizado periodicamente. Porém, a frequência ainda está sob consideração.

Como os cinco principais temas do usuário são selecionados?

A API retorna um tema para cada período, até um máximo de três. Se três temas forem retornados, eles incluem temas da época atual e das duas anteriores.

  1. No final de cada período, o navegador compila uma lista de páginas que atendem a estes critérios:

    1. A página foi visitada pelo usuário durante a época.
    2. A página inclui um código que chama o método document.browsingTopics()
    3. A API está ativada e não foi bloqueada pelo usuário ou por um cabeçalho de resposta (link em inglês).
  2. O navegador no dispositivo do usuário usa o modelo de classificador fornecido pela API Topics a fim de mapear o nome do host de cada página para uma lista de temas.

  3. O navegador acrescenta temas à lista.

  4. O navegador gera uma lista dos cinco temas principais de acordo com a frequência.

O método document.browsingTopics() retorna um tema aleatório entre os cinco principais para cada período, com uma chance de que 5% deles sejam escolhidos aleatoriamente da taxonomia completa dos temas.
No Chrome, os usuários também vão poder remover temas individuais ou limpar o histórico de navegação para reduzir o número de temas retornados pela API. Os usuários também podem desativar a API: consulte Desativação por parte do usuário.

Como a API Topics aborda questões relacionadas ao FLoC?

O teste de origem do FLoC (link em inglês) em 2021 recebeu um feedback variado de colaboradores do ecossistema da Web e de adtech. Em especial, havia receios de que as coortes do FLoC fossem usadas como uma superfície de técnicas de impressão digital para identificar usuários ou pudessem revelar a associação de um usuário a uma categoria sensível. Também houve pedidos para tornar o FLoC mais transparente e compreensível para os usuários.
A API Topics foi criada pensando nesse feedback, para explorar outras maneiras de apoiar a publicidade com base em interesses, com maior transparência, maior garantia de privacidade e uma abordagem diferente para categorias sensíveis.

Reduzir as técnicas de impressão digital

A API Topics propõe vários mecanismos para ajudar a garantir que seja difícil reidentificar um número significativo de usuários em sites que usam apenas a API Topics:

  • A taxonomia da API Topics oferece um conjunto de temas abrangentes. A primeira taxonomia tem cerca de 350, o que significa que cada tema provavelmente vai ter um grande número de usuários, dependendo do número total de usuários do navegador. Na verdade, há um número mínimo garantido de usuários por tema, porque 5% das vezes o tema retornado é aleatório.
  • Os temas são retornados aleatoriamente dos cinco principais do usuário.
  • 5% das vezes, um tema aleatório (escolhido do conjunto completo de temas) é fornecido.
  • Se um usuário acessa com frequência o mesmo site (por exemplo, toda semana), o código executado no site só pode aprender, no máximo, um novo tema por semana.
  • Sites diferentes recebem temas distintos para um mesmo usuário na mesma época. Há uma chance de apenas um em cinco de que o tema retornado para um usuário em um site corresponda ao tema retornado em outro. Com isso, fica mais difícil determinar se eles são do mesmo usuário.
  • Os temas são atualizados para um usuário uma vez por semana, o que limita a taxa de compartilhamento das informações.
  • Um tema é retornado apenas para um autor da chamada da API que observou esse tema para o mesmo usuário recentemente. Esse modelo ajuda a limitar o potencial que as entidades têm para descobrir (ou compartilhar) informações sobre os interesses dos usuários que não foram observados em primeira mão.

Temas sensíveis

A taxonomia (link em inglês) da API Topics vai ser pública e selecionada por pessoas para evitar categorias sensíveis.
Além disso, tanto sites quanto usuários podem desativar a API Topics. .

Como a explicação da proposta da API Topics descreve (em inglês): "Os cookies de terceiros podem ser usados para monitorar qualquer coisa sobre um usuário, desde os URLs exatos que ele visitou até o conteúdo das páginas. Isso pode incluir material sensível ilimitado. Por outro lado, a API Topics está restrita a uma taxonomia selecionada de temas. Isso não quer dizer que outras coisas não possam ser correlacionadas estatisticamente com os temas da taxonomia. Isso é possível. No entanto, ao comparar as duas abordagens, a API Topics parece ser uma grande melhoria em relação aos cookies."

Transparência e controles do usuário

Os usuários precisam ser capazes de entender a finalidade da API Topics, reconhecer o que está sendo dito sobre eles, saber quando a API está em uso e receber controles para a ativar ou desativar.
A taxonomia legível da API permite que as pessoas aprendam e controlem os temas que podem ser sugeridos pelo navegador. Os usuários podem remover temas sobre os quais não querem ver anúncios, e pode haver uma UX para informar o usuário sobre a API e como a ativar ou desativar. O Chrome oferece informações e configurações da API Topics em chrome://settings/privacySandbox. Além disso, os temas não ficam disponíveis para autores de chamadas da API no modo de navegação anônima, e os temas são excluídos quando o histórico de navegação é limpo. .

Desativar o site

Apenas os sites que incluem o código que chama a API Topics seriam incluídos no histórico de navegação qualificado para cálculos de frequência de temas, e os autores das chamadas da API recebem apenas os temas observados Ou seja, os sites não se qualificam para cálculos de frequência de temas sem o site ou um serviço integrado para chamar a API.
A explicação da API Topics também propõe que os sites possam bloquear o cálculo de temas para os visitantes com este cabeçalho Permissions-Policy (link em inglês):

Permissions-Policy: browsing-topics=()

A Permissions-Policy atual interest-cohort=() do FLoC também impede o cálculo de temas.

Desativação por parte do usuário

A explicação da API Topics propõe (em inglês) que a lista de temas retornados esteja vazia se:

  • O usuário desativar a API Topics nas configurações do navegador em chrome://settings/privacySandbox.
  • O usuário limpou os temas (nas configurações do navegador em chrome://settings/privacySandbox) ou os cookies.
  • O navegador está no modo de navegação anônima.

A explicação fornece mais detalhes sobre as metas de privacidade (em inglês) e mostra como a API tenta as alcançar.


Engajamento e como compartilhar feedback

Saiba mais

Last updated: Improve article

We serve cookies on this site to analyze traffic, remember your preferences, and optimize your experience.